sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Loucura, eu sei!








São tantas coisas, que nem sei por onde eu começo,
Por exemplo, essa tua timidez que me deixa encantada
Ou esse teu jeito de querer quem não te quer, jeito esse que eu detesto,
Ou esse teu beijo, o qual não me deixa pensar em mais nada.

E se alguém um dia, de longe me perguntar
Não saberei descrever com clareza,
O que aqui dentro, eu sinto por ti.
Confesso que nunca, nenhuma vez, eu pude imaginar,
Que um dia iria te desejar ou querer te ter só pra mim.

É essa vida que nós temos meio desparceirada,
E esses outros amores que um dia ansiamos conseguir.
Aqueles, dos quais hoje, pra ambos, não sobrou nada,
Só as dores e lembranças, pra que nós dois possamos dividir.

Então junta a tua solidão com a minha
e bem devagar encaixa o teu corpo no meu.
Só o que eu quero é poder preencher essa tua vida vazia,
porque os meus pensamentos, tu já preencheu.

Parece loucura, eu sei, eu te querer meio assim do nada.
Mas isso é ruim pra mim, porque me faz ficar perdida.
Nunca com outro alguém, eu agi assim, descontrolada.
Talvez por uma busca sem sucesso, de te ter na minha vida.


Andressa Bitencourt


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Se gostou do que leu, deixe seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...