sábado, 14 de julho de 2012

Como funciona a mente dos Gatos?




Gatos e humanos têm cérebros semelhantes. Na realidade, eles são tão semelhantes que os gatos, mais do que qualquer outro animal, foram usados para estudos neurológicos. A grande diferença entre os cérebros está no fato do humano possuir o neocortex, enquanto o cérebro felino não o tem. O neocortex regula as funções para a fala e associações da memória.

O cérebro do gato é guiado principalmente pelos sentidos. Essa função é muito importante, pois são pelos seus sentidos, que os gatos são alertados das mudanças que ocorrem em seu ambiente. Seus principais órgãos sensitivos são bigodes, narizes e os olhos.

Na realidade, os gatos são quase místicos na habilidade de perceber o mundo. Você provavelmente já ouviu muitas pessoas dizerem que os gatos sempre caem de pé e que eles sempre acham o caminho de volta para casa, de uma maneira ou de outra.

Muitos cientistas acreditam que os gatos são capazes de se guiarem pelo posicionamento das estrelas. Outros acreditam que os gatos sejam capazes de absorver dados que os humanos não são capazes, daí a seu grande senso de localização. Contudo isso são apenas suposições, pois como se sabe, ainda não se conseguiu descobrir uma forma de se medir a inteligência desses animais.

Reviravoltas da sociedade

‎"O rouge virou blush. O pó-de-arroz virou pó-compacto. O brilho virou gloss. O rímel virou máscara incolor. A Lycra virou stretch. Anabela virou plataforma. O corpete virou porta-seios. Que virou sutiã. Que virou silicone. A peruca virou aplique… interlace… megahair… alongamento. A escova virou chapinha. ‘Problemas de moça’ viraram TPM. Confete virou MMs. A crise de nervos virou estresse. A purpurina virou gliter. A tanga virou fio dental. E o fio dental virou anti-séptico bucal. Ninguém mais vê: O à-la-carte porque virou self-service. A tristeza agora é depressão. O espaguete virou miojo pronto. A paquera virou pegação. A gafieira virou dança de salão. O que era praça virou shopping. A areia virou ringue. O LP virou CD. A fita de vídeo é DVD. O CD já é MP3. É um filho onde eram seis. O álbum de fotos agora é mostrado por e-mail. O namoro agora é virtual. A cantada virou torpedo. E do ‘não’ não se tem medo. O break virou street. O samba, pagode. O carnaval de rua virou Sapucaí. O folclore brasileiro, halloween. O piano agora é teclado, também. O forró de sanfona ficou eletrônico. Fortificante não é mais Biotônico. Polícia e ladrão virou Counter Strike. Fauna e flora a desaparecer. Lobato virou Paulo Coelho. Caetano virou um pentelho. Elis ressuscitou em Maria Rita. Raul e Renato. Cássia e Cazuza. Lennon e Elvis. A AIDS virou gripe A. A bala antes encontrada agora é perdida. A violência está maldita. A maconha é calmante. O professor é agora o facilitador. As lições já não importam mais. A guerra superou a paz. E a sociedade ficou incapaz, de tudo, inclusive de notar essas diferenças.”
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...